Páginas

quarta-feira, 6 de maio de 2009

IMPULSIVA

Que curta distância entre o pensar e o falar: mal as sinapses entre os neurônios terminam de acontecer e a língua já teima em despejar seu conteúdo no mundo.
Que mínima distância entre o sentir e o falar: o coração nem bem restituiu seu ritmo e a boca já pulsa e espalha o sangue pelas veias do mundo.
Curtas, mínimas distâncias que contróem muros de concreto.

2 comentários:

Mayra Cunha disse...

E eu entendo perfeitamente essas mínimas distâncias...

Joao Olicar disse...

é complicado essas coisas!!!

passando ppra dar um Oi!!!