Páginas

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

.

Tem gente que é ponto de luz – ilumina e irradia calor, na escuridão ou não. Tem gente que é ponto de interrogação. Tem gente que é ponto simples, tem gente que é ponto cruz. Tem gente que sempre pontua. Tem gente que é pontual. Tem gente que desaponta. Tem gente que desponta. Tem gente que aponta e gente que apronta. Tem gente que é dois pontos, que se abrem em surpresas. Tem gente que é ponto de exclamação. Tem gente que é ponto G. Tem gente que pontua o alfabeto. Tem gente que é ponto fora da curva. Tem gente que é ponto de sutura. Tem gente que é o exato ponto entre a sanidade e a loucura. Tem gente que é ponto de equilíbrio. Tem gente que é sempre três pontos. Tem gente que é ponto de fuga. Tem gente que é ponto de encontro. Tem gente que é só mais um ponto. Tem gente que passa do ponto. Tem gente que só serve ao ponto. Porque toda a gente, no final das contas, é ponto, ponto, ponto. E eu? Eu adoro gente. E ponto.

6 comentários:

::josélia neves:: disse...

tem gente que é mil por hora e eu adoro.

andre disse...

e seu blog é um ponto de cultura!
beijos que abraçam

Penélope Charmosa disse...

Bee, tem gente que é ponto de eletricidade. E tu é ponto de equilíbrio msm, entre a saudável loucura e a sanidade! adoooro!

Penélope Charmosa disse...

André, André, André,
ponto por ponto, a UFPI é nosso ponto de encontro. Que bom sempre encontrar vc e seu cafuné!
Bjs,
Cacá

TatybeTaty disse...

Amei esse poema... roubei ele pra mim... no blog... bjs... te adoroooooo

Penélope Charmosa disse...

Que bom que vc gostou, Taty. Passei no seu blog hj. Fazia tempo que eu não lia nenhum blog. Mas vou voltar aos poucos - só me falta tempo. Bom que você continua atualizando sempre. Eu adoro ler o que você escreve.
Bjs.